quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Calma! Calminha!

Por que isso de me sentir consumido? As coisas vão mudando de nome, porém seguem sendo o que sempre serão! Independente das fases da vida, experiencias vividas eu me sinto consumido pelas paixões, e desde a infancia, a cada recusa ou perda destas paixões não sei como caber em mim. Enfim, não tenho cabimento. Será que vai ser sempre assim? Quando isso passa?

Cadê o violão? O futebol de rua? Contar piada? Video Game? Bicicleta?

Sonhar é uma MERDA! Ser pretencioso é uma MERDA! Vi muita novela, muito filminho de sessão da tarde e fico me sentindo especial e na obrigação de viver o fantástico, o mágico.

Vou confesar, eu, toda noite faço minhas orações como minha mãe me ensinou. Não tem muitas regras, viro para deus e vou falando, pedindo, agradecendo e refletindo soubre uma ou outra questão, en geral rola uma ordem, peço pelos que estão aqui, saude dos filhos e mulher, seurança deles, essas coisas, deixo a sensibilidade, intuição ou sei lá me levar a alguém mais distante e aí peço por quem amo mesmo a distancia (Amigos do Brasil e do mundo) lembro dos que me deixaram e ja foram para não voltar mais e por fim chega o meu momento... peço para não ter uma vida bundona e fim.

Se tem funcionado? Acho que sim, mas dói.

Um comentário:

Vampira Dea disse...

A vida é mágica sim!